26 de Outubro: Dia dos Trabalhadores da Construção Civil

16 de janeiro de 2018 9:21 pm Publicado por

26 de Outubro: Dia dos Trabalhadores da Construção Civil

O Congresso Extraordinário da CUT, realizado entre os dias 28 e 31 de agosto, reuniu cerca de 800 representantes de todas as categorias de trabalhadores do Brasil, assim como dirigentes sindicais de outros 27 países.

O evento celebrou os 100 anos da primeira greve geral no Brasil e narrou todas as lutas e conquistas da classe trabalhadora neste século.

O Sintracon Curitiba participou do Congresso com a representação de seu presidente, Laureno Grunevald (Lauro); o secretário de finanças, Domingos Oliveira Davide; e o diretor José Oliveira (Bocão). Eles levaram as pautas e contribuições dos trabalhadores da construção civil para o debate nacional.

O Congresso da CUT estabeleceu um calendário de lutas contra as reformas trabalhista e previdenciária, bem como contra a entrega das empresas estatais.

A próxima ação votada e aprovada durante o encontro será o lançamento no dia 7 de setembro de uma campanha que terá a missão de colher ao menos 1,3 milhão de assinaturas para enviar ao Congresso Nacional um projeto de lei de iniciativa popular que revogue a plataforma de retirada dos direitos trabalhistas.

A partir da data, que marca também o Grito dos Excluídos, a CUT e parceiros de movimentos sociais irão disponibilizar kits para coletas de assinaturas. Cada sindicato ligado à Central terá como meta recolher ao menos um número equivalente à metade de sua base.

No dia de 14 de setembro, a CUT também ajuda a organizar um dia de lutas ao lado do movimento Brasil Metalúrgico em defesa dos empregos na indústria e das estatais, numa manifestação que recebeu forte adesão da Federação Nacional dos Urbanitários em defesa da manutenção da Eletrobrás como patrimônio nacional.

No dia 3 de outubro, aniversário da Petrobrás, será a vez de o Rio de Janeiro e das principais capitais do país promoverem manifestações contra a entrega da empresa e de outros patrimônios públicos.

Ainda sem data definida, mas por volta de 11 de novembro, dia em que entra em vigor a Reforma Trabalhista, os movimentos sindical e sociais preparam uma manifestação em Brasília. Na ocasião a Central pretende apresentar um número já suficiente de assinaturas para protocolar o projeto pela revogação do ataque aos direitos da classe trabalhadora.

Além desses pontos, a Central também estará na campanha em defesa de democracia e do direito de Lula disputar as eleições.

Categorizados em: , , ,

Este artigo foi escrito porSintraconCuritiba

Comentários estão fechados.