Eleições: peão não vota em patrão

3 de agosto de 2018 1:31 am Publicado por

Trabalhador que votar em candidatos ligados ao empresariado atira no próprio pé.

As eleições gerais no Brasil se aproximam. No dia 07 de outubro, todo cidadão com idade igual ou superior aos 18 anos deve comparecer ao seu local de votação para escolher seus candidatos aos cargos de presidente da República, governador, senador, deputados federais e estaduais.

Os partidos e as coligações têm até o dia 15 de agosto para apresentarem à Justiça Eleitoral o requerimento de registro de candidaturas. A partir do dia seguinte (16) passa a ser permitida a realização de propaganda eleitoral, como comícios, carreatas, distribuição de panfletos e propaganda na internet. Já no dia 31/08 começa a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.

É preciso abrir o olho! O período eleitoral no Brasil é marcado por muitas promessas e também muita falsidade. Candidatos de direita abraçam pobres, vão até as periferias e dizem estar ao lado das classes menos favorecidas e dos trabalhadores. Muito cuidado! São lobos em pele de cordeiro. Depois de eleitos, viram as costas e agem em favor das elites, dos mais ricos e favorecidos.

O golpe de 2016 é um exemplo do que a direita tem a oferecer aos trabalhadores e população pobre. Depois que tiraram do poder uma presidenta legitimamente eleita, sem ter praticado qualquer irregularidade, trataram logo de impor sua agenda política. Isso representou retirada de direitos sociais e trabalhistas, aumento do desemprego, queda na renda das famílias, precarização da saúde pública, aumento nas tarifas de água e luz e por muito pouco a previdência social (aposentadoria) não acabou.

Por isso é preciso refletir e perceber quem são os partidos e candidatos que realmente estão ao lado dos trabalhadores. Vale aquele velho ditado popular: peão não vota em patrão.

Tag: , , , ,

Categorizados em: ,

Este artigo foi escrito porSintraconCuritiba

Comentários estão fechados.